sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

Fechamento poético

O "Bate e rebate" recebe o talento e a poesia do Pedro Resplandes. Amigo pessoal e do blog, o Pedro enviou sua contribuição poética para fechar a semana com mais molho e bossa . "Paroxetina e você" é um poema que fala do amor.
Aproveitem!
Paroxetina e você
Pedro Resplandes
***
Eu sou um jarro transbordante de sentimentos
Disposto a explodir e amar tudo que existe
Mas se tudo começa com um sorriso
Por que eu não posso amar o seu?
***
O amor transbordando por entre os dedos
Paixões brotando nos cabelos
E se meus sentimentos verdadeiros
fossem uma visão da minha sensatez
Ao fim
Nada revelaria meu reflexo
Minha luz
E minha própria invalidez
***
Mãos que brilham
Lábios que furtam
Olhos que agridem
****
A sua imagem me desconcerta, me amarra, me sufoca
Mas mesmo assim
A minha alma não viaja pra longe do teu ar
Eu só me aproximo da sua trama
Onde você me possui aqui e em qualquer lugar...

3 comentários:

Anônimo disse...

Uau...Q é isso hein, Pedrinho!
Quero paroxetina tb! rsrs
Beijos pros 2, Quel e Pedrinho

fassisfilho2k4 disse...

Filho, Paroxetina é o seu inibidor, desde que te conheço você já realizava estas façanhas, mas é só agora que você as está revelando...Quem será a fonte desta inspiração hein?! rs

jaque disse...

Muito prazer em reconhecê-lo! Sensível, inteligente! Muito bom!!!!